Feed RSS - Mania de Fotografar
JAN
14

Estão abertas as inscrições para o V Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia

O Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia chegou em 2014 a sua 5ª edição e este ano oferece três prèmios de 10.000 reais cada. Trata-se de um projeto nacional que incentiva a cultura, a arte e a linguagem fotográfica em toda a sua diversidade.

As inscrições estão abertas de 19 de dezembro de 2013 a 18 de fevereiro de 2014. O concurso é aberto a todos os artistas brasileiros ou residentes no País, o Prêmio é promovido pelo jornal Diário do Pará e conta com o patrocínio da Vale e com as parcerias da Casa das Onze Janelas do Sistema Integrado de Museus/ Secult-PA e o Museu da Universidade Federal do Pará (MUFPA).

Premio-Diario-Contemporaneo-fotografia


São três prêmios no valor de R$ 10.000,00 cada. Os selecionados e premiados participarão da Mostra V Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, na Casa das Onze Janelas, que ocorrerá no período de 22 de abril a 22 de junho. Não será proposto para esta edição nenhum tema específico. O que norteará o resultado final da Mostra será a livre experimentação do artista no amplo território da fotografia. Além disso, o projeto incentivará a educação e a pesquisa com uma programação de palestras, encontros com artistas, oficinas e atividade educativa com as escolas.

O Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia chega ao seu quinto ano consolidando um espaço de produção e circulação da arte brasileira contemporânea por meio da fotografia. O território da imagem fotográfica significa para o projeto um campo de convergências poéticas, experimentações materiais e investigações filosóficas. Desde 2010 o Diário Contemporâneo realizou, em Belém, diversas mostras de artistas selecionados, premiados e convidados, palestras, encontros, cursos e oficinas e publicou quatro livros, reunindo imagens dos trabalhos, entrevistas, ensaios críticos e artigos de pesquisadores de todo o país.
Em quatro anos de existência, e tendo o fotográfico como norteador, o projeto também selecionou e exibiu pintura, desenho, vídeo, trabalhos instalativos e sonoros, objetos e narrativas literárias.
Além das exposições, a participação de curadores, artistas e professores nas comissões de seleção e nas palestras promoveu o diálogo entre pesquisadores do Pará e de outros estados contribuindo para uma observação mais ampla sobre a produção emergente no Brasil.
Para cada edição, ao longo desses anos, o projeto propôs questões aos artistas, evitando sempre a tradição ilustrativa da fotografia; explorando o tema como exercício conceitual, mote no qual o artista pudesse experimentar sua liberdade poética, ou ainda propor seu trabalho como uma tradução possível para as questões propostas nos editais.
Tivemos então Brasil Brasis em 2010, Crônicas Urbanas em 2011, Memórias da Imagem em 2012 e Cultura Natureza em 2013. Para este ano de 2014, e com a intenção de comemorar um novo ciclo com a quinta edição, decidimos propor um não-tema, uma espécie de não-lugar que caracteriza o território da fotografia, um lugar de constante passagem e repouso para a experiência do fotográfico. Portanto fica claro que não propomos nenhuma questão específica a ser desenvolvida pelo artista, mas reiteramos a livre experimentação que a fotografia, desde suas origens, exerce no campo da arte.

Veja aqui o Edital e a Ficha de inscrição do concurso.

Curta e compartilhe esta matéria no Facebook!

Sem comentários ainda
Gostou do post? Deixe seu comentário!
seu nome (obrigatório)
deixe seus comentários desta notícia!
Se você quer que a sua foto apareça junto com seu comentário, por favor utilize o serviço gratuito Gravatar e faça o comentário utilizando o mesmo email. Assim, a sua foto irá aparecer junto com seu comentário.

Por favor, deixe seu comentário seguindo algumas poucas regras simples:

1.- Não publique Spam

2.- Coloque seu email verdadeiro. Caso seja necessário lhe contactar para alguma dúvida, a única forma de fazé-lo será tendo seu email real.

3.- Não ofenda ninguém ou utilize palavras de baixo calão. Palavrões serão moderados automáticamente. Não faça comentários racistas ou preconceituosos. Seja educado.